Tiago Quevedo é bicampeão brasileiro de Optimist

Tiagovitoria2

Tiago Quevedo venceu o Campeonato Brasileiro da classe Optimist, no Rio de Janeiro, e tornou-se o primeiro gaúcho a conquistar o título em dois anos seguidos. A competição encerrou neste domingo após a disputa de 12 regatas na baía da Guanabara. Em segundo lugar ficou Tiago Monteiro (SP), em terceiro Gabriel Lopes (RS). Ainda pela flotilha Minuano Nicolas Mueller ficou em 50º e Gabriel Rimoli, em 54º.

Tiago confirmou sua posição de melhor velejador na classe Optimist no país ao liderar o campeonato do início ao fim e repetir o bom desempenho de 2014 em Pernambuco. Ele abriu uma considerável diferença de 32 pontos sob o segundo colocado e na primeira fase manteve uma média de 1º e 2º nas regatas. Teve apenas dois resultados que destoaram dos demais na classificação, mas para manter sua hegemonia fechou com vitória na prova final.

Tiagovitoria1

“Como já era esperado, a divisão da flotilha em ouro e prata deixou o nível técnico ainda mais forte, com uma disputa bem mais puxada entre os primeiros colocados. Procurei fazer o meu melhor e deu tudo certo”, disse Tiago, 14 anos.

O bicampeonato não chegou ser uma surpresa para ele, pois sua expectativa era mesmo de vencer novamente o Brasileiro de Optimist. “Sentia que me encontrava num bom momento e conhecia meus adversários. Me preparei muito, fiz clínicas no Rio antes do evento. Meu foco era vencer, sabia das dificuldades e como teria que superá-las. Agradeço muito aos meus técnicos, ao Geison Mendes, a minha família e amigos que me incentivam muito e ao meu clube, os comodoros Cícero Hartmann e Eduardo Ribas que me têm dado um grande apoio”, finalizou Tiago que não poderá correr o Brasileiro de 2016 porque vai estourar a idade limite da classe que é de 15 anos. Sua principal meta agora é integrar novamente na equipe brasileira para o Mundial de 2015 na Polônia.

Esta é a primeira vez que um velejador gaúcho vence dois campeonatos brasileiros consecutivos na Optimist. O último bicampeão foi Frederico Rizzo, mas intercalado (1994 e 1996). Desde o ano passado Tiago tem liderado o ranking nacional de Optimist e colocou o Brasil em evidência no Campeonato Mundial de 2014 ao terminar em quinto lugar na competição realizada na Argentina.

A flotilha gaúcha também se destacou no Rio de Janeiro ao vencer o Brasileiro por Equipes de 2015 com o time RS1 composto pelos velejadores Tiago Quevedo e Gabriel Lopes, do Veleiros do Sul, e por João Emílio Vasconcelos e Guilherme Plentz do Clube dos Jangadeiros.

Gabrielfinal

Investimentos na vela – O destaque da flotilha Minuano do Veleiros do Sul no âmbito nacional é fruto da política de investimentos na vela de base e que também reflete na formação de velejadores olímpicos. O clube, que completou em dezembro 80 anos de fundação possui grande tradição na vela brasileira. No final do ano passado assinou convênio com a Confederação Brasileira de Clubes, para receber as verbas da Lei Pelé que lhe permitirá fazer investimentos nos seus projetos esportivos, na busca de revelar novos talentos para assegurar o futuro do esporte da vela no país. Os resultados já alcançados projetam uma temporada promissora para 2015.

Súmula final

Fonte: VDS

Deixe uma resposta