Copa do Mundo de Vela em Miami é primeiro desafio de Robert Scheidt em 2015

Scheidt estreia em Miami | Foto: Thom Touw
Scheidt estreia em Miami | Foto: Thom Touw

Competição reúne os melhores velejadores do mundo, em campanha olímpica, a partir desta segunda-feira (26) em Biscayne Bay

São Paulo – Robert Scheidt volta à água nesta segunda-feira (26) para sua estreia na temporada 2015. Primeiro grande teste do ano pré-olímpico, a etapa de Miami da Copa do Mundo de Vela reunirá mais de 800 velejadores de 63 países, em dez classes olímpicas e três paralímpicas, na raia de Biscayne Bay, na Flórida. A Laser tem a flotilha mais numerosa, com 120 barcos e alguns dos mais fortes adversários de Scheidt, como o australiano Tom Burton, o croata Tonci Stipanovic e o também brasileiro Bruno Fontes.

“O nível está altíssimo, como devem ser todas as principais competições deste ano, um ano chave, com seletivas para formação das equipes olímpicas em cada país. O clima será sempre de mundial, a partir de agora. O Tom Burton está de volta, o Tonci Stipanovic também. Os holandeses vêm Robert Scheidt muito fortes, como o Rutger Van Schaardenburg, e o Bruno Fontes está em ótima fase”, lembra Scheidt, dono de cinco medalhas olímpicas (dois ouros, duas pratas e um bronze) e 14 títulos mundiais, entre Laser e Star.

Primeiro grande teste do ano | Foto: Fred Hoffmann
Primeiro grande teste do ano | Foto: Fred Hoffmann

Vice-campeão da etapa de Miami da Copa do Mundo em 2014, após uma disputa acirrada com o Robert Scheidtcroata Stipanovic, o vencedor, Scheidt já vem treinando na raia de Biscayne Bay há uma semana. “Houve problemas com a chegada dos barcos da Europa. O meu atrasou e tive de treinar até sábado (24) com um barco alugado. Mas o equipamento chegou a tempo para a competição”, conta o brasileiro, patrocinado por Banco do Brasil, Rolex, Deloitte e Audi, com os apoios de COB e CBVela. O barco de Robert estava na Itália, onde o velejador reside. “Estou muito animado para o primeiro evento do ano e confiante em um bom desempenho. O mais importante será não cometer erros na primeira fase e manter a regularidade.”

A competição em Biscayne Bay segue o formato dos eventos olímpicos, com dez regatas para a classe Laser, divididas entre as fases classificatória e final, e descarte do pior resultado. Os dez melhores velejadores disputam o título no sábado (31), na medal race, valendo pontos dobrados.

Calendário 2015

26 a 31/1 – segunda etapa da Copa do Mundo de Vela, Miami (EUA)
30/3 a 04/4 – Trofeo Princesa Sofía, Mallorca (ESP)
12 a 17/5 – Semana Olímpica de Garda (ITA)
29/6 a 08/7 – Mundial de Laser, Kingston (CAN)
12 a 19/7 – Jogos Pan-Americanos de Toronto (CAN)
05 a 22/8 – Evento-Teste para os Jogos do Rio/2016, Rio de Janeiro (BRA)
05 a 15/12 – Copa Brasil, Rio de Janeiro (BRA)

Maior atleta olímpico brasileiro

Laser
Onze títulos mundiais – 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013
*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt
Três medalhas olímpicas – ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000

Star
Três títulos mundiais – 2007, 2011 e 2012*
*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe
Duas medalhas olímpicas – prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012

Mais informações em www.robertscheidt.com.br

Twitter: @robert_scheidt
Facebook: Robert Scheidt

Local da Comunicação – Juliana Leite (MTB 49.580)
E-mail: juliana@localcom.com.br
Tels: Juliana (11) 3263-0683 e (11) 98457-9704

Deixe uma resposta