Cadastro Nacional de Veleiros Brasileiros

É fato que a história náutica brasileira se perde a cada dia por falta de ações do governo ou da própria sociedade, que não procuram manter um registro histórico desse patrimônio.

Descontadas algumas iniciativas individuais, que acabam virando livro ou sites particulares (como é o caso do SailBrasil.com.br), e alguns museus que mantêm nosso patrimônio, é praticamente nulo, no Brasil, o registro à disposição para consulta sobre embarcações de um modo geral, o que dizer de veleiros.

Veleiro abandonado - Foto: Max Gorissen

Quando algo nos incomoda, não adianta só reclamar, por isso a SailBrasil se propôs a desenvolver e disponibilizar seu Cadastro Nacional de Veleiros Brasileiros (LOA até 100 pés).

Não importa se esses veleiros são de propriedade de indivíduos, organizações, fundos fiduciários ou museus. Também não importa se são novos, usados, estão em péssimas condições, se já foram destruídos ou afundaram.

Não importa se foram produzidos no Brasil ou no exterior, desde que tenham algum tipo de relação com o Brasil… Todos são importantes.

Veleiro Gaia 1 - F&C 40 1987 - Foto: Max GorissenPrecisamos da sua ajuda

O banco de dados da SailBrasil (contendo 1.651 veleiros particulares e 876 modelos de veleiros cadastrados) deve representar apenas uma fração dos veleiros que existem ou existiram, e que poderiam ser incluídos.

Assim, se você souber de um veleiro que não consta da lista, divida conosco essa informação! Não importa se foi construído em madeira, ferro, cimento, alumínio, fibra ou materiais exóticos; se foi de construção amadora ou profissional; se fabricado no Brasil ou importado; se é um dinghy catamarã, fragata, escuna, saveiro, veleiro de oceano…

Se você souber de um veleiro que acha que deve ser adicionado à lista, basta enviar um e-mail para redacao @sailbrasil.com.br, incluindo os detalhes, relatos, dados técnicos, local onde se encontra, entre outros, se possível com fotos, muitas fotos (favor informar o autor da foto; se não souber, envie assim mesmo, pois postaremos a imagem em uma página de “fotos sem autoria”, a fim de que o autor, ou seu representante, possa se pronunciar). O que não podemos é perder o registro do veleiro.

Como você pode nos ajudar?

De duas maneiras:

  1. Se você acha que as informações e detalhes de um veleiro no nosso banco de dados estão incompletos ou errados, ou se tem uma imagem de um veleiro sem foto no cadastro, ou mesmo uma melhor que a nossa, por favor, deixe-nos saber.
  2. Se você é um entusiasta, que sabe tudo sobre determinados veleiros, especialmente os mais tradicionais, precisamos ouvir você. O registro só vai funcionar se for baseado na experiência de tantas pessoas quanto possível. Cada um tem um detalhe, informação ou experiência que pode ajudar. A efetividade da ação depende da cooperação de todos que conhecem e amam os veleiros.
Veleiro da Classe Brasil, originalmente de nome Ondina, na época da foto com o nome Bermuda. Foi totalmente desmontado em 2015. Foto: Max Gorissen
Vamos resgatar os veleiros do Brasil.

Fico a disposição.

Bons ventos!

Max Gorissen

Velejador, escritor editor SailBrasil.com.br… nessa ordem!

Anúncios

Comentários

Um comentário em “Cadastro Nacional de Veleiros Brasileiros”
  1. orlando de oliveira alves disse:

    um veleiro abandonado e um sonho morto Orlando Alves veleiro Apecatu

Deixe uma resposta