7ª Etapa e Resultado Final do V Circuito Marreco de Vela

Foto: Classe Marreco
Foto: Classe Marreco

Foto: Classe Marreco

Com realização da sétima e última regata do ano, no CLUBE DE CAMPO DO CASTELO (https://www.facebook.com/casteloCCC/?fref=ts e http://www.castelo.org.br), da Represa de Guarapiranga em São Paulo,  aconteceu neste sábado, 10 de dezembro de 2016, o encerramento do V Circuito Marreco de Vela de 2016.

Como contou Marcelo Portilho, comandante do Blue Salamander e um dos estreantes do ano no Circuito:

— “Esta regata foi mais legal que a anterior, na nossa opinião pois, em vez de bóias, tínhamos um trajeto baseado nas ilhas da represa. Assim, contornamos a primeira bóia e partimos rumo ao sul para dar a volta na Ilha dos Macacos. Apesar da sombra da ilha, conseguimos velejar por todo o entorno sem interrupções. Posteriormente, passamos entre as duas ilhas menores e completamos a prova. Com certeza escrevemos mais uma página legal no nosso diário de bordo”.

Foto: Classe Marreco

Foto: Classe Marreco

O vento de noroeste esteve ao redor dos 8 nós soprando de noroeste na maior parte da regata, exceto, no contorno da Ilha dos Eucaliptos (ou Macacos, como muitos a chamam), onde houve rondadas e rajadas inesperadas.  Para dificultar ainda mais, além de partes rasas causadas pelo triste assoreamento que vem sofrendo a nossa querida represa, havia ali grandes “ilhas” flutuantes de macrófitas, como contou Zenon Stasevskas, comandante do Baie Lerkker:

— Durante a maior parte da prova Pepei ficou na frente, mas ao aproximar-se da ilha, Ricardo Stávale optou por dar um bordo, com medo de sujar seu imaculado casco branco nas algas do caminho. “Essa é a vantagem de estar no barco mais colorido do circuito; as algas que grudaram no barco até que combinaram!,” comentou o proeiro do veleiro Baie Lekker sobre a linda ultrapassagem pelo meio do matagal. (rs)!”

Sempre com vento rondando, a largada foi dada em frente ao Castelo.  Banzeiro fez boas escolhas em suas cambadas e conseguiu chegar à bóia em primeiro, seguido de Adesso e PS, que com muita habilidade logrou superar Salgadinho com um bordo de mestre bem próximo à bóia.  Na sequência contornaram Gulliver, Falcão Peregrino, Intruso, Marlin XIV, Pepei, Baie Lekker e Blue Salamander.

Na perna em direção à Ilha dos Eucaliptos houve algumas disputas interessantes e mudanças de posição, como Adesso ultrapassando Banzeiro, Pepei superando Baie Lekker, Salgadinho sendo superado por Gulliver, Intruso e Marlin, mas este último cedendo de novo para Salgadinho, até a área entre o CCSP e a ilha e o contorno desta, onde tudo é imprevisível.

Ali, os que optaram por arribar para um rumo mais ao largo se deram melhor, pois escaparam da sombra de vento da ilha e saíram mais fortes para a perna em direção às Ilhas Carecas.  Adesso, que era seguido de perto por Falcão Peregrino, foi ultrapassado por ele quando optou por aproximar-se muito da margem oeste da Ilha dos Eucaliptos, ficando atrás do novo líder até o final. Banzeiro também se atrapalhou ali e caiu muitas posições.

A passagem entre as Ilhas Carecas definiu as cinco primeiras posições:  Falcão, Adesso, PS, Gulliver e Salgadinho.  Na perna de popa até a chegada em frente ao Castelo, houve alterações apenas nas demais colocações.  Banzeiro enfrentou problemas com o balão, e com isso cedeu sua sexta posição para Marlin XIV e Intruso, que já haviam trocado de posição entre si algumas vezes durante o percurso.

Durante o churrasco de confraternização, no clube de Campo do Castelo, foi feita a premiação aos 5 melhores colocados da regata (veja resultados abaixo), com troféus oferecidos pelo patrocinador jornal ALMANÁUTICA (https://almanautica.wordpress.com) , representado pelo Sr. Ricardo Amatucci.  Também foi entregue o Troféu Tartaruga, que é oferecido ao penúltimo colocado como incentivo, em alusão à fábula da lebre e a tartaruga.

Resultado da sétima etapa:

1º – Falcão Peregrino (19) – Haroldo Fiocco e Antonio Correa

2º Adesso (61) – Wilson Kato e Madalena Kato

3º – PS (06) – Nelcides Marcondes de Souza e Maria Helena de Mesquita Pinto Souza

4º – Gulliver (91) – Reynaldo Cagnin Jr e Ricardo Ninni

5º – Salgadinho (209) – Renato Olandim e Alberto Henrique Rezende

6º – Marlin XIV (011) – Victor Neubern e Jairo Ramalho

7º – Intruso (73) – Isnard Xavier e Manoel Xavier

8º – Banzeiro (98) – Marcelo Rustiguer e Luiz Fernando de Souza

9º – Pepei (14) – Ricardo Stávale e Diego Speranza

10º / Troféu Tartaruga – Baie Lekker – Zenon Staseveskas e Guilherme Romero

11º – Blue Salamander (235) – Marcelo Portilho e Irene Costi

 

Também foi feita a premiação aos vencedores do campeonato de 2016.  Além de troféus doados por Lígia Stocco e Marcelo Polônio (http://www.stoccoesculturas.com.br ), também receberam troféus e vales-brindes do Jornal Almanáutica (www.almanautica.com.br),  para serem trocados na Velamar Náutica (www.velamar.com.br).  O troféu REVELAÇÃO ficou com GULLIVER.

Classificação final do campeonato:

Campeão            – Marlin XIV: troféu e vale de R$ 100 do Almanáutica, e troféu Stocco Esculturas

Vice-campeão   – PS: troféu e vale de R$ 50 do Almanáutica, e troféu Stocco Esculturas

Terceiro               – Falcão Peregrino: troféu e vale de R$ 50 do Almanáutica, e troféu Stocco Esculturas

Quarto lugar      – Adesso: troféu Stocco Esculturas

Quinto lugar      – Banzeiro: troféu Stocco Esculturas

 

Vejam abaixo a classificação final do V Circuito Marreco de Vela:

sbnews-foto-20161213-04

Além do Almanáutica (www.almanautica.com.br), O Circuito Marreco conta também com o apoio da Loja Náutica Velamar (www.velamar.com.br) e da Papel Ecológico/Papirus (www.papelecologico.com.br).

VICTOR S. NEUBERN JR.

sbnews-foto-20161205-13

 

About Max Gorissen
Sailor, writer and editor, in that order...

Deixe uma resposta

Aumentar fonte
Contraste
UA-141530851-1
%d blogueiros gostam disto: