Neomarine HS 38: um sonho, um projeto e dois sonhadores.

Foto: Neomarine HS38

Foto: Neomarine HS38

 

Sonhar e traçar caminhos para alcançá-los, os levou a construir um barco maravilhoso!

Trata-se da história de cinco amigos, que se juntaram para construir um veleiro de 38 pés com muita versatilidade, velocidade, quilha e leme retrátil e muito espaço interno, utilizando da tecnologia de laminação com processo de infusão em polyester.

Plug do casco sendo montado! E pensar que esse casco é só para tirar o molde e depois jogar fora. Dá uma pena… – Foto: Neomarine HS38

Tudo começou com dois amigos sonhadores no circuito Ilhabela 2008, que participavam na classe RGS com um veleiro Fast 345. Durante toda a semana foram observadas as embarcações modernas participantes do circuito, o que alimentou e fez crescer a vontade dos dois amigos em construir um veleiro inovador. Tanto o proprietário do veleiro Fast 345, Celso Luiz Müler de Farias, como o construtor naval Alexandre Meinecke, voltaram para casa com muitas idealizações e um sonho a ser realizado.

Construção por infusão do primeiro casco – Foto: Neomarine HS38

Em 2013, novamente no circuito Ilhabela, voltou-se a falar do assunto.  Alexandre tinha passado todos esses anos amadurecendo as ideias e, em mãos de um projeto e planos para possibilitar a construção, junto com o Celso resolveu arriscar.

Neste momento ambos tinham em mãos: um sonho, um projeto e dois sonhadores.

Contudo, para viabilizar a construção do barco com um preço viável, seria necessário construir no mínimo cinco embarcações. O primeiro desafio seria encontrar mais três interessados a arriscar e entrar nessa aventura pois, com cinco compradores dessa ideia, teriam os custos de desenvolvimento das superfícies divididos e, consequentemente, uma otimização dos mesmos.

Foto: Neomarine HS38

Conversando com amigos sobre o projeto, rapidamente formou-se um grupo de cinco aventureiros para construir cinco barcos. A proposta era fazer a embarcação dos sonhos sem abrir mão do melhor preço do mercado.

Foto: Neomarine HS38

Para que o sonho se tornasse realidade, precisariam reduzir ainda mais os custos, e um aspecto que pesava muito, era o aluguel do galpão, necessário para viabilizar a obra. Diante da nova dificuldade optou-se em alugar um terreno na beira da praia, construir um galpão improvisado, para possibilitar a construção dos moldes e, consequentemente, das embarcações.

Em 01 de julho de 2015 iniciou-se a construção do galpão de lona e, posteriormente, a dos plugues e moldes da embarcação na Praia de Fora – SC,  para os sonhadores Celso Luiz Müler de Farias, Milvio Rodrigues de Lima, Luiz Fernando Lima Beltrão, Jair Carlos Dutra, e o próprio construtor Alexandre Meinecke que, depois de um ano de obra, repassou sua cota do consórcio para o mais novo aventureiro Leonardo Guilllermo Cal.

Foto: Neomarine HS38

Foi estabelecido um investimento em forma de consórcio, com poder decisório aderido pela maioria em reunião e com prazo de finalização das obras de 03 anos.

Foi bem difícil fazer os barcos para cinco consorciados com perfis completamente diferentes (dois regatistas e três cruzeiristas), mas não impossível! Essa intenção de agradar a todos, os levou a um projeto extremamente versátil e inovador, além de fortificar cada vez mais o comprometimento dos consorciados com o desenvolvimento do projeto.

Foto: Neomarine HS38

No período de desenvolvimento houve muitas divergências entre os sócios, que, no entanto, foram resolvidas a tempo, para garantir o andamento do projeto e das obras. Houve várias tempestades (uma delas quase derrubou o galpão), muita madeira, massa fibra, lixa e polidor foram usados e muitos dedos furados… porém, aos poucos, as partes brilhosas e lapidadas da embarcação começaram a aparecer e a empolgação foi aumentando cada vez mais!

Dia 09 de dezembro de 2016 foi ao mar o primeiro dos cinco barcos batizado Argonauta 4. Em um dia especial com vento sul fraco e tempo firme, iniciou-se a descida do barco pela praia em frente ao estaleiro com o auxílio de um trator. Este foi o primeiro momento para certificar-se de que os planos tinham dado certo!  E, como uma obra prima, o veleiro flutuou em sua linha d’água de projeto com muita beleza e requinte.

Foto: Neomarine HS38

Dois dias depois, o proprietário Celso participou da regata Volta a Ilha de Florianópolis, e, junto de sua equipe de velejadores, desfrutaram de uma embarcação fantástica fabulosa.

Atualmente, o consórcio está em andamento no estaleiro com as outras quatro embarcações semiacabadas, prestes a serem inauguradas. A previsão é de finalizar em abril desse ano.

O construtor pretende prosseguir com a construção de novas embarcações do mesmo modelo, para a venda no mercado nacional e, talvez, quem sabe, para o mercado exterior.

Maiores informações e contato: https://www.facebook.com/NeomarineHS38/

 

Cordialmente,

Daniel Platt de Matos

 

O texto acima foi encaminhado por e-mail à SailBrasil pelo Sr.Daniel Platt em 11/07/2017.

As fotos foram extraídas da página do Neomarine HS 38 na sua página do Facebook e são de autoria e propriedade da empresa consórcio. 

About Max Gorissen
Sailor, writer and editor, in that order...

Deixe uma resposta

Aumentar fonte
Contraste
UA-141530851-1
%d blogueiros gostam disto: