Scheidt aproveita Europeu de Star como preparação na campanha olímpica na classe Laser

Ao lado do proeiro Henry Boening, o Maguila, bicampeão olímpico vai competir em Riva Del Garda, na Itália, a partir desta quarta-feira (15). E vai se sentir em casa. Local da disputa fica a menos de 5 km de Torbole, onde reside com a família

São Paulo (SP) – Robert Scheidt dá um tempo na campanha visando a classificação aos Jogos de Tóquio/2020 na classe Laser para disputar o Campeonato Europeu de Star. A partir desta quarta-feira (15), o bicampeão olímpico estará em lado do proeiro Henry Boening, o Maguila, para um desafio ‘caseiro’. A disputa será em Riva Del Garda, no norte da Itália, cidade vizinha e que fica a menos de 5 km de Torbole, onde mora com a família, às margens do famoso Lago Di Garda.

“Estou bem animado para o Europeu, ainda mais por ser próximo de casa, o que não envolve viagem nem logística. Além disso, a competição servirá como um cross training para a campanha olímpica. Se por um lado não estarei em cima do Laser, por outro, se faz várias coisas no Star que valem como uma simulação. Durante as regatas, você está escorando, usando as pernas, fazendo largadas. Taticamente é um exercício muito bom, pois as classes são parecidas nesse sentido. Além disso, será bom para a preparação física, pois venta forte aqui no Lago Di Garda”, explica Scheidt.

O Campeonato Europeu da Classe Star é válido também como a primeira edição da SSL Breeze Grand Slam da Star Sailors League (SSL), status que elevará a premiação geral a U$ 100.000,00 (cerca de R$ 400.000,00), além de atribuir 2.500 pontos à dupla campeã no Ranking SSL. Estão inscritas 96 duplas de 23 países, mas a expectativa do clube anfitrião, Fraglia Vela Riva, é de que esse número chegue a 100 barcos alinhados para a largada no Lago Di Garda, nesta quarta-feira. As regatas seguem até domingo (19).

sbnews-foto-20190514-03
Lago Di Garda (Divulgação/SSL)

Henry Boening, que foi vice-campeão nas duas últimas edições da SSL Finals com Scheidt, garante que a dupla entra com disposição para brigar pelo título europeu. “Velejar com o Robert sempre traz uma expectativa positiva. Ele está na casa dele e possui um conhecimento a mais da raia. Estamos com um barco bom, da SSL, e o vento no Lago Di Garda costuma ser forte, o que nos favorece, mas um campeonato com tantos barcos é muito difícil”, relata Maguila.

Robert compartilha a animação de Maguila. “Acredito que vai ser um campeonato muito bom, bastante disputado e com alto nível técnico. A Star é uma classe que gosto muito, mas em que velejo pouco ao longo do ano. Assim, é sempre bom poder voltar a competir. Matar a saudade. O Henry é um excelente proeiro e um grande companheiro. Espero ter uma semana de regatas bem divertida e vamos lutar por um lugar no pódio, de preferência, o mais alto”, completa o maior medalhista olímpico do Brasil, com cinco pódios, patrocinado por Banco do Brasil e Rolex e apoio do COB e CBVela.

Retorno à classe olímpica – Após o Europeu de Star, Robert retorna com tudo para a campanha olímpica. A partir de 3 de julho, vai disputar o Campeonato Mundial na Classe Laser, na mesma raia das regatas da Olimpíada do Japão, evento que serve como uma das seletivas para a definição da equipe brasileira para Tóquio/2020. Ele ainda deve voltar ao país asiático em agosto, para participar do evento teste dos Jogos.

O Troféu Princesa Sofia e a Semana de Vela de Hyères, entre o final de março e início de maio, foram os primeiros grandes testes para Scheidt após decidir fazer campanha para a Olimpíada de Tóquio, em 2020, há pouco mais de três meses. O brasileiro tem apresentado evolução constante na classe Laser. Em ambas as disputas, ficou a apenas uma posição da medal race.

O bicampeão olímpico vai em busca da sexta medalha, a quarta na Classe Laser, na qual acumula os ouros em Atlanta/1996 e Atenas/2004 e uma prata (Sidney/2000). Se conseguir a classificação, Scheidt será o recordista brasileiro em participações em Olimpíadas, com sete no currículo.

Maior atleta olímpico brasileiro

Cinco medalhas:
Ouro : Atlanta/96 e Atenas/2004 (ambas na Classe Laser)
Prata : Sidney/2000 (Laser) e Pequim/2008 (Star)
Bronze : Londres/2012 (Star)

180 títulos – 88 internacionais e 92 nacionais, incluindo a Semana Internacional do Rio, o Campeonato Brasileiro de Laser e a etapa de Miami da Copa do Mundo, todos em 2016. Em novembro de 2017, pela Star, conquistou a Taça Royal Thames e, neste domingo, o Paulista de Star.

Laser
– Onze títulos mundiais – 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013
*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt
– Três medalhas olímpicas – ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000

Star
– Três títulos mundiais – 2007, 2011 e 2012*
*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe
– Duas medalhas olímpicas – prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012

 


Mais informações:
ZDL – Rafael De Marco / Doro Jr. – Mtb 13209
E-mail: rafael@zdl.com.br
Tels: (11) 3285-5911
Cel: 11 976022986
Whatsapp: 19 997912108

Site: www.zdl.com.br
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports
Instagram: www.instagram.com/zdlsports
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s