Em dia de sol e vento chega ao final a 2ª etapa da Copa Suzuki

A previsão inicial não era das melhores, e o sentimento era de apreensão, afinal, ninguém queria repetir o último domingo, quando não houve regatas por falta de vento. Não foi o caso de hoje.

Novamente ventos sudoestes na casa dos 8 a 10 nós permitiram que as classes C30, HPE25 e IRC corressem mais duas regatas hoje. Os velejadores da RGS e Clássicos correram uma única regata, todas barla-sota, dentro do Canal.

Com isso, na C30, o Katana, mesmo não tendo corrido a regata de hoje, terminou o campeonato na primeira colocação, com 12 pontos. Apenas um a menos do que o Caiçara, comandado por Airton Schneider. Mesma pontuação do Maserati Kaikias, de Eduardo Mangabeira, em terceiro.

Orça – Autor: Aline Bassi – Balaio

Caballo Loco, de Mauro Dottori, com 20 e Ecycle +Realizado, de José Luis Apud, com 21, terminaram a etapa na 4ª e 5ª colocações.

Equilíbrio também na HPE25, classe na qual os dois primeiros terminaram com 11 pontos, com a colocação decidida no primeiro critério de desempate. A maior quantidade de vitórias deu a primeira colocação ao Conquest Econ, de Marco Hidalgo, com o Azzurro, de Alessandro Penido, em segundo. Demian Pons, com o Cabron terminou na terceira colocação, com 15 pontos.

Nas demais colocações, o Artemis, de Mark Essle, e o Pé de Vento, de Vasco Simões.

Troca de vela – Foto: Aline Bassi-Balaio

Nos Clássicos o Kamaiura terminou a etapa com uma campanha regular, com três vitórias e um segundo lugar em quatro regatas, o que lhe deu o primeiro lugar.

Na sequência o Vendetta, de Marco D’ipólito, em segundo. Beiramar, de Marco Antonio Aleixo, Atrevida, de Alexandre Ferrari e Brazuca, de Rubens Bueno, respectivamente, ocuparam da 2ª até a 5ª colocação.

Equilíbrio total na RGS, classe em que apenas sete pontos separam os seis concorrentes:

1º – Triton, de Cristian Stauch, com 11 pontos
2º – Sextante, de Thomas Shaw, também com 11 pontos
3º – Zeus, de Paulo F. M. Moura, com 12 pontos
4º – Colin, de Sebastian Menendez, com 15 pontos
5º – Beleza Pura, de Felipe Ferraz, com 18 pontos
6º – Bl3 Urca, de Clauberto Andrade

Não menos disputada, a IRC terminou com o Rudá, em primeiro lugar, com 8 pontos, seguido do Asbar II, de Sergio Klepacz, com 9 pontos e com o Lucky Alforria, de Luiz Villares, também com 9 pontos.

O domingo terminou com a premiação geral, no Yacht Club de Ilhabela.

A Copa Suzuki 2019 – XIX Circuito Ilhabela de Vela Oceânica, tem organização e realização do Yacht Club de Ilhabela, com patrocínio da Suzuki Veículos e apoios da Prefeitura Municipal de Ilhabela, Balaio de Ideias, Band Vale, Quantum Sails, North Sails, Restaurante Capitano e Revista Ancoradouro.

Veja as fotos do evento em: http://www.yci.com.br/em-dia-de-sol-e-vento-chega-ao-final-a-2a-etapa-da-copa-suzuki/


Maiores informações:

www.yci.com.br

Fonte: http://www.yci.com.br/em-dia-de-sol-e-vento-chega-ao-final-a-2a-etapa-da-copa-suzuki/


Anúncios

Deixe uma resposta