Com Robert Scheidt e mais três atletas, Brasil disputa Mundial de Laser

Competição no Japão tem regatas a partir desta quarta-feira e vale como critério de seleção para definir vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

O Brasil terá quatro velejadores na disputa do Campeonato Mundial da Classe Laser, a partir do próximo dia 4, em Sakaiminato, no Japão. O bicampeão olímpico Robert Scheidt estará na água, junto com Bruno Fontes, João Pedro Souto de Ol

iveira e Philipp Grochtmann. No fuso horário de Brasília, as primeiras regatas estão marcadas para as 23h desta quarta-feira, dia 3. A competição vai até o dia 9 e vale como critério de seleção para definir o atleta que representará o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Bruno Fontes – Crédito: Jesus Renedo/ Sailing Energy

 

De acordo com o critério estabelecido pelo Conselho Técnico da Vela (CTV) e ratificado pela Confederação, o velejador brasileiro mais bem colocado neste Mundial, contanto que esteja dentro do top 18 da competição, estará elegível para defender o país em Tóquio 2020. Ele só perderá essa vaga se outro atleta do Brasil for medalhista no Evento-Teste Enoshima 2019 ou subir no pódio do Mundial da Laser em 2020.

“O Campeonato Mundial tem nível mais alto que a própria Olimpíada, porque são mais representantes por país. Cheguei com mais de uma semana de antecedência para fazer uma boa aclimatação, reconhecimento da raia. Tudo para chegar o mais bem preparado possível para conseguir estar nos Jogos de Tóquio. Vou dar o meu máximo para chegar no top 18 aqui no Japão e atingir o índice de classificação para integrar a equipe brasileira”, disse Robert Scheidt, dono de cinco medalhas olímpicas entre elas duas de ouro na classe Laser (Atlanta-1996 e Atenas-2004).

A classe Laser é tradicionalmente uma das mais concorridas, e o Mundial 2019 conta com um total de 159 competidores inscritos. Bruno Fontes chega ao Mundial credenciado pelo título da última Copa Brasil de Vela, quando superou o próprio Scheidt. Já João Pedro Souto de Oliveira foi o melhor brasileiro no Mundial de 2018, quando classificou o país para os Jogos Olímpicos ao ficar em 19º lugar. O jovem e promissor Philipp Grochtmann completa a delegação.

Mais informações: https://2019worlds.laserjapan.org/

 

SOBRE A CBVELA

A CBVela é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico do Brasil (COB). Tem o Bradesco como patrocinador oficial e oGrupo Energisa como parceiro oficial e patrocinador oficial da Vela Jovem. A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: sete. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 18 medalhas em Jogos Olímpicos.

 

Tiago Campante

+55 21 3723-8177 | +55 21 991 037 425

tiago.campante@mediaguide.com.br

http://www.mediaguide.com.br

Curta nossa página no Facebook: @mediaguideesporte

 

Foto destaque: Robert Scheidt – Crédito Gabriel Heusi/ CBVela

Deixe uma resposta