O mundo não muda com sua opinião e nem com frases e fotos nas mídias sociais, muda com seu exemplo… Proteja os Oceanos

Como velejadores, além de usufruir dos benefícios dos oceanos, temos o dever de reconhecer a importância dos oceanos para a vida do nosso planeta e de tentar protegê-los mesmo que com ações simples.

Muitos não consideram a degradação dos oceanos como um problema relevante para o futuro, preocupando-se apenas com o desemprego, a saúde pública e a pobreza, este último, normalmente, utilizado como justificativa para uma maior degradação dos oceanos e do meio ambiente.

Como usuários, devemos estar comprometidos em encontrar soluções factíveis e simples de implementar para os problemas que hoje afetam nossos oceanos.

Todos nós que vivemos ou nos relacionamos com o mar (também represas, rios e lagos), já estamos acostumados a ver todo tipo de atos, que sabemos não deveriam estar acontecendo, tipo:

  • Despejo de águas não tratadas nos oceanos;
  • Contaminação dos oceanos por petróleo e seus derivados (principalmente durante o abastecimento);
  • Contaminação relacionada ao aumento das povoações litorâneas e à falta de infraestrutura para o tratamento adequado dos resíduos;
  • Alteração do movimento dos sedimentos marítimos, decorrente dos rios, mas cujo fluxo está sendo retido ou alterado pela construção de açudes, pelos sistemas de irrigação em grande escala, pela urbanização e/ ou pela perda de massa florestal;
  • Avanço rápido e criminoso da criação de camarão em cativeiro (carcinicultura), entre outros, sobre os ecossistemas costeiros;
  • Práticas ilegais e insustentáveis de pesca (arrasto de fundo, redes de deriva, etc.);
  • Turismo desordenado;
  • Exploração e produção de petróleo e gás natural;
  • Especulação imobiliária e crescimento desordenado das cidades, entre muitos outros.

Uma das maiores justificativas utilizadas pela população (não só a Brasileira) para conviver com a degradação dos oceanos e do meio ambiente é de que “este é um problema que deve ser analisado e enfrentado pelo governo que deve priorizar a conservação marítima através de um diálogo com os setores envolvidos em atividades relacionadas aos oceanos para criar uma Política Nacional de Oceanos”. Balela!

Como sabemos que não podemos esperar por ações imediatas dos órgãos competentes e, da mesma maneira, sabemos que ninguém tem tempo para se dedicar a mudar uma cultura (ou ignorância) de degradação, gostaria de propor quetro ações simples de conscientização, que realizo regularmente, a serem realizadas por cada velejador em sua comunidade:

  • Não jogue lixo no mar (ou fora de uma lixeira);
  • Recolha o lixo que puder;
  • Mostre, da sua maneira, às pessoas e, principalmente, às crianças de seu convívio, a importância do mar para a sociedade;
  • Divulgue a essas mesmas pessoas, a situação atual dos mares e os impactos e ameaças com base no que você viu nas suas velejadas.

Só isso…

Não vou listar o que deve fazer ou falar. Você já sabe!

Apenas lembre-se das vezes que, pela costa, viu sacos e garrafas plásticas boiando, viu gente jogando detritos no mar, viu vazamento de gasolina/ diesel em barcos que estão sendo abastecidos, viu gente jogando “pituca” de cigarro no mar, viu pescadores jogando fora pequenos peixes mortos que vieram em suas redes, andou por praias com esgoto a céu aberto, viu animais de estimação fazendo suas necessidades na praia, viu gente jogando latas, tampinhas, palito de sorvete e papel na praia, entre outros, e demonstre e comunique seu desconforto e descontentamento.

O mundo não muda com sua opinião e nem com frases e fotos nas mídias sociais, muda com seu exemplo.

Vamos proteger os oceanos!

Max Gorissen

Velejador, escritor e editor da SailBrasil.com.br… nessa ordem!

Anúncios

Deixe uma resposta