Considere, promova e ajude a desenvolver a indústria da vela brasileira comprando produtos produzidos no Brasil!

Uma das coisas mais fáceis do mundo é chegar em alguém que está fazendo um bom trabalho e dar um tapa nas suas costas e reconhecer de que está fazendo um bom trabalho, contudo, é ainda mais fácil fazer o contrário e criticar ou desprezar alguém que está tentando fazer algo positivo… e é o que vemos com frequência na indústria náutica e na vela brasileira.

As pessoas reclamam de que o mercado da vela brasileira não se desenvolve, “mete pau” dizendo de que a indústria brasileira não traz novidades, afirma de que não tem qualidade e de que os produtos são caros e, quando alguém tenta desenvolver algo novo ou fazer algo pela indústria da vela brasileira, não faz nada para ajudar. Ao contrário, não compra ou promove os produtos nacionais e continua comprando produtos importados, mesmo de qualidade inferior, só se baseando em preço… não, não adianta contestar, você sabe que isso é verdade.

Sim, reconheço, é fato de que a indústria da vela brasileira, com raras exceções, está sucateada e atrasada, contudo, reclamar e ignorar produtos brasileiros só vai manter nosso hobby e nosso esporte nessas condições: sucateado e atrasado.

Precisamos começar a comprar produtos brasileiros para que a nossa indústria se desenvolva, para que nossos produtos melhorem de qualidade, para que avancem tecnologicamente e para que novos investimentos em pessoas e empresas tragam para o Brasil uma indústria que hoje gera milhões de dólares e empregos … infelizmente, em outros países.

Por isso, precisamos mudar de atitude e mostrar a lojistas, donos de empresas do setor náutico e principalmente aos consumidores de produtos e equipamentos do setor náutico, em especial da vela, de que a opção por peças de reposição e produtos nacionais é a garantia de qualidade, de segurança, de manutenção de emprego e de desenvolvimento do mercado e da indústria náutica brasileira.

Entendo o momento econômico e, após alguns encontros com velejadores e fornecedores, onde foram discutidos diversos temas relativos ao setor náutico, entre eles, a invasão de peças, produtos e veleiros importados, com preços muitas vezes predatórios, cheguei à conclusão de que devemos conscientizar o consumidor de produtos náuticos, em especial o velejador, a não limitar sua escolha.

Por isso selecionei para o título deste artigo a palavra ”Considere” em vez de “Prefira” que, ao contrário da última, tem uma conotação de inclusão.

Com isso não quero dizer que o velejador exclua ou não compre produtos importados e sim, que considere o produto nacional no momento da compra.

Esta mudança de atitude, por si só, poderá recuperar e tornar a indústria nacional mais competitiva.

Sei que já vivemos esta história no passado, contudo, caso a invasão de importados permaneça da forma como está, a “pouca” indústria nacional vai perder competitividade e ficará sucateada. Para sobreviver, terá de se voltar também para a importação, demitir funcionários e, algumas, como já vem ocorrendo com os poucos estaleiros e pequenas indústrias de peças e produtos para a vela nacional, podem até fechar suas portas.

Por este motivo, ao comprar um veleiro, uma peça de reposição ou um produto para seu veleiro; Considere Produtos Brasileiros!

A SailBrasil

Aproveitando, comece ajudando a vela brasileira se cadastrando na SailBrasil… afinal, nosso objetivo é prover ao leitor uma mídia multiplataforma, ancorada por uma revista semestral nacional, sempre enfatizando a vela e as viagens pela costa brasileira, discorrendo sobre os belos destinos existentes neste país maravilhoso, dando dicas de onde pernoitar e sobre como aproveitar tudo relacionado ao modo de vida, a comida e a bebida do lugar.

A vida é melhor em um veleiro!

Bons ventos!

Max Gorissen

Velejador, escritor e editor da SailBrasil… nessa ordem!

Anúncios

Comentários

Um comentário em “Considere, promova e ajude a desenvolver a indústria da vela brasileira comprando produtos produzidos no Brasil!”

Deixe uma resposta