EM PARCERIA COM LÍDER DA COPA BRASIL, SANTISTAS LANÇAM PROJETO PARA FOMENTAR A VELA ENTRE CRIANÇAS

Danyella Gonçalves e Miller Lazur anunciaram, durante a premiação de entrega da Taça Rei Olav, no Iate Clube do Rio de Janeiro, o nascimento do Instituto Vento Azul e suas clínicas oceânicas infanto/juvenis, em parceria com o multicampeão Rudá, veleiro santista campeão da classe IRC em 2018 e líder do ranking da Copa Brasil de 2019 da ABVO, Associação Brasileira de Veleiros de Oceano.

 O Instituto Vento Azul tem a finalidade de introduzir crianças entre 5 e 16 anos na Vela, com ou sem experiência nesta, para fomentar o esporte no Brasil. A clínica terá base na Marina Supmar no Guarujá (SP) onde o Rudá se encontra.

Faremos clínicas de Vela, tanto para dar chance às crianças que nunca velejaram de conhecerem o esporte, bem como crianças que já velejam em outras classes como Optimist, Dingue e Snipe a terem a oportunidade de velejarem num veleiro oceânico. Quem sabe entre elas há novos velejadores que irão defender a Vela Brasileira nas Olimpíadas e queremos então despertar nelas essa paixão pelo esporte.” disse Danyella Gonçalves que navega no Rudá há quase dois anos e teve sua primeira experiência na vela em 2015 quando foi apresentada ao esporte durante uma competição em Ilhabela (SP).

As clínicas estão previstas a acontecer pelo menos uma vez por mês e as primeiras serão no último final de semana de agosto e limitadas à cinco alunos a bordo. Desses, o Rudá pretende levar um em competições em Santos (SP) como mirim.

Vamos apresentar o veleiro de oceano às crianças e tentaremos levar uma à bordo nas regatas em Santos, conforme a regra permite, para incentivá-las no esporte. Também chamaremos para as clínicas, crianças de outros projetos sociais de Vela, como o Navega São Paulo de Praia Grande (SP), e da escola Dick Sail em São Paulo”, afirmou Lazur que é o Skipper do Rudá e que participou da Taça Rei Olav, neste último fim de semana no Iate Clube do Rio de Janeiro, no barco Tangará II de Lars Grael, que ficou em terceiro lugar no geral na classe IRC.

Lazur conheceu a vela aos 10 anos de idade através de um grêmio de náutica (CBN Náutica), que possuía na época uma escola de vela para as crianças e associados que frequentavam o local. Ele começou navegando de Optimist. Ele também foi o instrutor de vela no antigo projeto Navega SP SANTOS.

O projeto social ainda busca apoiadores e patrocínios para ajuda no transporte, alimentação e ferramentas, e visa o desenvolvimento social, intelectual e físico das crianças e jovens, contribuindo também assim com a continuidade do esporte da vela, tão bem representado pelo Brasil no mundo.

O Rudá recebeu no último domingo o prêmio da Copa Brasil como melhor barco da classe IRC de 2018 e lidera a temporada 2019 com títulos na Semana Internacional de Vela de Ilhabela (SP) além da Copa Suzuki.O Danadão, do Rio de Janeiro, campeão Brasileiro ABVO em Búzios (RJ), vem logo atrás no ranking.

Confira o calendário de provas de agosto o ranking de 2019!

Fonte: ABVO

ABVO – Associação Brasileira de Veleiros de Oceano

www.abvo.org.br

Anúncios

Deixe uma resposta