Anúncios

Regata entre as Ilhas Canárias na Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre

Foto: Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre

As melhores estratégias entre os 53 barcos de três classes ainda presentes na prova devem ser premiadas na entrada e saída dos chamados Doldrums, zona de ventos fracos e espaçados perto da Linha do Equador.

O quinto dia da regata Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre é marcado por uma briga particular dos líderes da competição pelas Ilhas Canárias, arquipélagos de bandeira espanhola no Oceano Atlântico.

Nesta sexta-feira (1º), a batalha entre os Multi50 seguiu equilibrada, com Groupe GCA e Primonial mais abertos por Las Palmas, e o Solidaire en Peloton ARSEP literalmente no caminho entre as ilhas de Tenerife e Gran Canária.

As melhores estratégias entre os 53 barcos de três classes ainda presentes na prova devem ser premiadas na entrada e saída dos chamados Doldrums, zona de ventos fracos e espaçados perto da Linha do Equador.

Foto: Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre

Na maioria das regatas, quem conseguir melhor posicionamento nesse trecho tem vantagem no decorrer da travessia de 8 mil quilômetros entre a França e o Brasil.

Os dez primeiros colocados da classe IMOCA também devem passar na tarde desta sexta-feira pelo arquipélago das Canárias.

”Quando você veleja para uma depressão (Doldrums), o importante não é a entrada, mas a ordem de saída. Teremos que trabalhar arduamente para manter nossa posição e quem sabe sair primeiro e ficar a favor do vento”, explicou Charlie Dalin, do Apivia.

O vento forte e contrário, além do mar picado deram o tom em mais um dia de navegação. Mas a previsão deve se alterar como já explicado. O líder provisório é o Charal, que abriu vantagem para o APIVIA na liderança.

Os veleiros Banque Populaire e Initiatives-Couer estão em terceiro e quarto.

”Aqui está bastante competitivo aqui, como muito vento nas Canárias. Hoje de manhã, houve um vento a 30 nós, mas agora tem 20”, disse Clarisse Crémer-Banque Populaire (IMOCA).

As Canárias têm ao todo sete ilhas: La Palma, Tenerife, Gran Canaria, Fuerteventura, Lanzarote, e as duas mais pequenas de Hierro e Gomera, fazem parte de uma cordilheira vulcânica no Atlântico.

Os Class40 na regata estão espalhados na altura de Portugal e devem acelerar pela Ilha da Madeira neste sábado (2).

O barco AINA Enfance et Avenir assumiu a liderança provisória da categoria, colocando vantagem sobre Crosscall e Made in Midi.

Os primeiros barcos devem chegar a Salvador (BA) a partir de 7 de novembro. A Vila da Regata abre as portas no dia anterior no Terminal Turístico da Bahia, atrás do Mercado Modelo.

A Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre está em sua 14ª edição e reúne velejadores de 11 países nas classes Multi50, IMOCA e Class40.

Foto em destaque: Transat Jacques Vabre Normandie Le Havre

Contatos:

Flávio Perez

flavio@onboardsports.net

Tel: +5511999498035

www.onboardsports.com.br

Anúncios
About Redação
Redação do site www.sailbrasil.com.br

Deixe uma resposta

Aumentar fonte
Contraste
UA-141530851-1
%d blogueiros gostam disto: