Anúncios

Waypoint: Barra e entrada do Canal de Cananeia – SP – 25º 3.919′ S – 47º 52.163′ W

Um grande problema da Barra e do Canal de Cananeia é a falta de indicação e demarcação por boias. Mas o maior problema é a constante mudança dos bancos de areia na entrada do canal (barra), devido às mudanças de maré que atuam sobre os baixios.

Por esses dois motivos, falta de demarcação e mudança nos bancos de areia, a barra já não pode receber navios, como no passado. Porém barcos de pesca, lanchas, jets e veleiros, dependendo do calado, ainda conseguem passar por ali, já que a parte mais rasa, dependendo também da época do ano e da Lua, chega aos 2 metros na maré baixa e ultrapassa os 4 metros na maré alta.

Apesar das indicações nas cartas e no Navionics, faltam, como mencionado, boias demarcando a entrada do canal. Elas provavelmente desapareceram por falta de um trabalho de manutenção e remanejamento de acordo com as mudanças dos bancos de areia. É como tudo no Brasil: largado… E, neste caso, perigoso! Além disso, as cartas náuticas da Marinha estão com a batimetria completamente desatualizada. Tudo isso reduz o turismo náutico na região, que é muito visitada por terra, mas pouco procurada pelos velejadores que navegam entre o sul e sudeste do Brasil.

Repare que na carta em papel da entrada da barra de Cananeia, tem um pedaço de carta atualizada colada sob a anterior… muda tanto que a Marinha decidiu por simplesmente adicionar um “pedaço” à carta antiga. Nesta, ainda existem as boias de balizamento…que não existem mais…

Passando pela Barra de Cananeia, o navegante pode encontrar abrigo, abastecimento, manutenção e turismo na cidade, e ainda acessar o Canal do Varadouro. Hidrovia natural de aproximadamente 40 milhas náuticas em zona de mangue, parte da Mata Atlântica, o Canal do Varadouro foi aberto em 1953, conectando os estados de Paraná e São Paulo. Ele interliga o porto de Paranaguá a Cananeia por águas abrigadas, apesar de ainda perigosas, devido à constante movimentação de seus bancos de areia e, para um veleiro, pela falta de profundidade em diversos locais, às vezes inferior a 1 metro.

Classificação: Barra e ou Canal

Coordenada aproximada de fundeio: 25º 3.919′ S – 47º 52.163′ W

Coordenada das boias: Não possui boias de marcação de entrada de canal (meados de 2019).

Profundidade: Na barra (entrada) de 2 metros na maré baixa e ultrapassa os 4 metros na maré alta. Após passar pela barra, o canal se aprofunda e, sempre e quando a embarcação se manter no meio do canal, está safa.

Tipo de solo do fundeio: areia

Observação: O maior problema é a constante mudança dos bancos de areia na entrada do canal (barra), devido às mudanças de maré que atuam sobre os baixios.

PARA ENTRAR NA BARRA/CANAL, USAR UM PRÁTICO LOCAL!

Vídeo 360º do local

Tela do NAVIONICS Boating (Copyright ® Navionics-Garmin – Todos os direitos reservados – para comprar: http://store.navionics.com/))

Veja no Google Maps

Última atualização: 25/03/2020

Anúncios
About Max Gorissen
Sailor, writer and editor, in that order...

Deixe uma resposta

Aumentar fonte
Contraste
UA-141530851-1
%d blogueiros gostam disto: