Anúncios

Veleiro Aries III

Especificações:

  • Ano de Fabricação: 1970
  • Outros nomes: Recluta II
  • Estaleiro: Astillero Ratti (Argentina)
  • Material construtivo: Casco em fibra de vidro e deck em madeira.
  • Armação: Sloop – Mastro alumínio.
  • Propulsão: Volvo 2003 turbo 43hp
  • Tripulantes/ Passageiros: 1 + 7
  • Numeral: BL 321
  • Comprimento: 13,11 m (43 pés)
  • Design No.: 
  • Linha d’água (m): 
  • Boca (m): 3,65
  • Calado (m): 1,70
  • Área velica (m²): 
  • Deslocamento (Kg):  8.000
  • Projetista: German Frers
  • Observações: O Argentino Carlos Corna foi o primeiro proprietário quando o lançou em 1970 com o nome Recluta II.

Esta é uma história em desenvolvimento… caso possua informações, contribua!

O Aries III, originalmente chamado Recluta II, é um veleiro modelo Frers 43 construído e lançado em 1970 na Argentina, baseado no veleiro Fjord VI de 1969, com design de German Frers, designer Argentino.

O veleiro Fjord VI ficou famoso ao alcançar a 2ª colocação na geral e 1ª colocação na sua classe, na Admiral’s Cup de 1969.

Em 1970, dois veleiros construídos com base no mesmo projeto do Fjord VI foram para a água na Argentina, o Red Rock II e o Recluta II, tendo, este último, ao participar da regata Buenos Aires – Rio de Janeiro de 1970, ficado com a 5ª colocação na geral e a 1ª colocação na sua classe.

Em 1972, ao final da regata Santos – Rio, regata em que participaram os dois veleiro mencionados, Carlos Brancante e João Zarif compram, respectivamente, o Red Rock II e o Recluta II, este último, sendo rebatizado de Aries III (Aries era o signo do João Zarif) ao registrar o veleiro no Brasil. 

Assista a este belo veleiro velejando em orça antes do início da Regata Santos – Rio 2016 (Filmado por Max Gorissen):

Modelo e design

O Frers 43 é um veleiro concebido em uma época em que o importante era ser marinheiro e rápido, não uma casinha, com uma concepção de Gentleman-Racer, segundo a qual o proprietário levava seus amigos para uma regata e pernoitava confortavelmente no veleiro.

Sua premissa é serem rápidos, seguros, marinheiros, refinados, confortáveis e muito ágeis em uma regata.

O Aries III tem uma cabine e um banheiro separado na proa, ampla sala de estar e jantar, cozinha, mesa de navegação e mais duas camas, tudo integrado em um mesmo espaço, além de duas cama individuais em cada bordo à popa.

Todo o seu interior é construído com madeira de tonalidade “caramelo loira”, que reflete a luz e dá uma agradável sensação de luminosidade natural.

Para aumentar ainda mais a luminosidade, foi utilizado estofado branco com faixas azuis.

Principais regatas:

RegataPosição
Buenos Aires – Rio 1970Ainda como Recluta II, ficou com a 5ª colocação na geral e a 1ª colocação na sua classe
Santos – Rio 1972Já como Aries III
Santos – Rio 19745ª colocação na geral e 2ª na classe B
Santos – Rio 19755ª colocação na geral
Santos – Rio 19765ª colocação na geral
Santos – Rio 19804º lugar no geral e 1º na classe B
Santos – Rio 198122ª colocação (54 veleiros competiram)

Fotos

Veja ensaio fotográfico do veleiro Aries III na SailBrasil Magazine Edição Número 7 – março 2020 a agosto 2020

Homenagem

O Aries III foi homenageado durante a Semana Internacional de Vela de Ilhabela de 2017 quando, o troféu da competição, foi desenvolvido com base no design do veleiro, iniciando uma tradição de prestigiar embarcações que contam a história da vela brasileira. Saiba mais clicando aqui.

Cadastro Nacional de Veleiros

Cadastro Nacional de Veleiros Brasileiros (LOA até 100 pés).

Não importa se esses veleiros são de propriedade de indivíduos, organizações, fundos fiduciários ou museus. Também não importa se são novos, usados, estão em péssimas condições, se já foram destruídos ou afundaram.

Não importa se foram produzidos no Brasil ou no exterior, desde que tenham algum tipo de relação com o Brasil… Todos são importantes.

Quer ajudar ou possui informações? Clique aqui para saber como.

.

.

Anúncios
About Max Gorissen
Sailor, writer and editor, in that order...

2 Comments

  1. O estaleiro que construiu o “Aries” foi Astillero Ratti. O F&C surgiu depois.

Deixe uma resposta

Aumentar fonte
Contraste
UA-141530851-1
%d blogueiros gostam disto: