Caballo Loco vence 2ª Etapa e lidera Classe C30 no Circuito Ilhabela

Com mais duas vitórias em três regatas, barco de Ubatuba concluiu a 2ª Etapa da Copa Mitsubishi neste fim de semana, na liderança

São Paulo (SP) – A exemplo da primeira etapa, o Caballo Loco venceu novamente e mantém a liderança da 22ª Copa Mitsubishi – Circuito Ilhabela de Vela Oceânica. Neste fim de semana (4 e 5/6), foram duas vitórias em três regatas na Classe C30, com expressivo retrospecto de quatro vitórias em sete provas ao longo da etapa considerada como warm up para a 49ª Semana de Vela de Ilhabela, na última semana de julho.

Largada da Classe C30 (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

As disputas ao norte no Canal de São Sebastião foram mais uma vez acirradas, entre Caballo Loco, Loyalty e Kaikias Via Itália, assim como entre Kairós e Caiçara. Os barcos velejaram sábado e domingo impulsionados pelo vento leste com rajadas acima de 15 nós, cerca de 30 km/h. Com duas vitórias na etapa, o Loyalty ficou em segundo lugar seguido por Kaikias Via Itália, que obteve uma vitória, Kairós e Caiçara. O Yacht Club Ilhabela (YCI) recebeu 43 embarcações.

O cenário da regata de percurso de sábado foi inusitado, com frio, garoa, nebulosidade e vento. “Não havia visibilidade, por isso a Comissão de Regatas optou por uma prova de percurso entre Armação e Praia da Fome. Logo na largada quebrou a adriça (cabo para içar vela) e depois, o moitão (roldana por onde passa o cabo) e caímos para o terceiro lugar. Depois nos recuperamos e chegamos bem na frente”, relatou o comandante do Caballo Loco, Mauro Dottori.

Loyalty (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Na confraternização da noite de sábado no salão de eventos do clube, levei duas garrafas de Caballo Loco (vinho chileno que dá nome ao barco) para brindar com o pessoal da Classe C30. Foi muito divertido. No domingo o vento leste se manteve com 16, 17 nós e fazia muito frio a bordo. Largamos na frente, mas a vela balão rasgou em uma rajada no último contravento. Mesmo assim chegamos em segundo”, conformou-se Dottori.

O Kaikias Via Itália venceu a prova, com o Loyalty na terceira colocação, resultado que garantia o primeiro lugar do warm up ao Caballo Loco, independentemente da última prova. “Na segunda regata largamos bem novamente, o que nos ajudou a cruzar a linha de chegada na frente. O mais importante é que tivemos 43 tripulações muito animadas à espera da Semana de Vela, que será um grande evento”, previu Dottori, que busca o tricampeonato seguido da Copa Mitsubishi com o Caballo Loco.

Kaikias Via Itália (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Rumo à Semana de Vela – Em julho, o Kaikias Via Itália terá como tarefa, defender o título conquistado em 2021 na Classe C30. “Ao contrário do fim de semana anterior, desta vez o vento colaborou e tivemos dois dias maravilhosos para velejar. A tripulação trabalhou muito bem, o barco evoluiu e os resultados apareceram”, comemorou o timoneiro do Kaikias Via Itália, Beto de Jesus.

O Caballo Loco mereceu a vitória. Está velejando de forma consistente e será uma missão difícil superá-lo na Semana de Vela para chegarmos ao bicampeonato. Sem falar no Loyalty, que está velejando forte, e nos barcos que vêm de Floripa, Katana Portobello e Zeus, sempre muito bem preparados. A Classe C30 chegará com força à principal competição de oceano do País”, afirmou Beto de Jesus.

Kairós (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Na mesma esteira de evolução do Kaikias Via Itália, aparecem Caiçara, de volta às regatas após dois anos, e Kairós, estreante em 2021. “A etapa teve dois finais de semana em condições distintas, o que foi ótimo para nós. Ficou nítido que estamos evoluindo como equipe. Evidenciamos os pontos em que devemos trabalhar mais para seguirmos avançando. Estamos cada vez mais motivados e agora é foco total na Semana de Vela”, destacou o comandante do Kairós, Alessandro Penido.

Para a Classe C30, a Semana de Vela de Ilhabela (23 a 30/7) corresponderá à segunda e decisiva etapa do Campeonato Brasileiro, iniciado em fevereiro, em Florianópolis. Os demais vencedores da segunda etapa da Copa Mitsubishi são: Phoenix (ORC – Gold), Bravo (ORC – Silver), Ginga (HPE 25), Zeus (RGS-A) e Brazuca (RGS-C). A terceira, das quatro etapas anuais, será disputada em 8, 9, 15 e 16 de outubro.

Caiçara (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Classe C30 na Copa Mitsubishi 2022 – 2ª Etapa (7 regatas, 1 descarte)

  1. Caballo Loco (Mauro Dottori): (2)+2+1+1+1+2+1 = 8 pontos perdidos
  2. Loyalty (Alexandre Leal): 1+1+2+3+2+3+(4) = 12 pp
  3. Kaikias Via Itália (Eduardo Mangabeira): 3+3+(4)+2+3+1+2 = 14 pp
  4. Kairós (Alessandro Penido): 4+4+3+4+4+(5)+5 = 24 pp
  5. Caiçara (Marcos de Oliveira Cesar): (5)+5+5+5+5+4+3 = 27 pp

Foto em destaque: Caballo Loco (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Ary Pereira Jr – ary70jr@hotmail.com

MTb: 23.297 / (11) 9.8937-2845

A SailBrasil é sobre muito mais do que vela e veleiros; é sobre o estilo de vida da vela e a relação que existe entre os seres humanos e o mar, descrita através de histórias curtas, mas muito bem contadas, informações atualizadas, de um lindo design e de uma fotografia impressionante.

error: Conteúdo protegido! - Content protected!
%d blogueiros gostam disto: