Japoneses vencem primeira etapa da volta ao mundo Globe40

O barco Milai foi o vencedor da primeira etapa da Globe 40 entre Tânger (Marrocos) e Mindelo (Cabo Verde).

A tripulação japonesa tem a dupla formada por Masa Suzuki e Koji Nakagawa.

Ambos percorreram 1884 milhas em 7 dias, 2 horas e 25 minutos a uma velocidade média de 11,06 nós. A largada em Marrocos foi em 26 de junho.

O MILAI Around the World abriu uma vantagem de cerca de 70 milhas à frente do seu rival mais próximo, o SEC HAYAI, que terminou em segundo.

A equipe conseguiu manter a vantagem após a Ilha da Madeira e as Canárias e cruzou em primeiro para a festa japonesa.

”Esta é a nossa primeira etapa da GLOBE40 e temos uma boa sensação após 2 anos de preparação. Nos divertimos muito na água. A Ilha da Madeira foi um momento difícil e estamos felizes por ter passado em boas condições e por ter tido a estratégia certa”, disse Masa Suzuki. 

Koji Nakagawa também comemorou o resultado na Volta ao Mundo dos Class40. Temos uma excelente equipe e estou muito contente com isso, o melhor momento foi obviamente a passagem para a Madeira; esta é a minha primeira visita a Cabo Verde e estou realmente surpreendido com a elevada qualidade das boas-vindas”.

Mais quatro equipes ainda estão em modo regata até chegar à ilha de São Vicente, Mindelo. Lembrando que os franceses do The Globe en Solitaire desistiram da competição após batida na largada.

A partida da segunda etapa será em 17 de julho até as Ilhas Maurício.

A regata oceânica conta com oito etapas pelos mares do mundo totalizando mais de 30 mil milhas náuticas velejadas ou 55 mil quilômetros.

Serão nove meses de prova, com chegada prevista de 13 a 20 de março de 2023 na cidade de Lorient, na França.  

A Class40 é um veleiro monocasco para regata de mar aberto e cruzeiro com comprimento máximo de 40 pés.

O objetivo original da categoria era tornar as provas offshore acessíveis a velejadores amadores. O sucesso da classe a moveu além desses parâmetros, com cada vez mais velejadores profissionais envolvidos. Parte disso é a regra de open box, que mantém os custos baixos. 

 Apesar de não contar com nenhum velejador, o Brasil estará representado na Globe 40 com a parada de Recife (PE) no início de janeiro de 2023.

 O primeiro veleiro vindo de Ushuaia (Argentina) deve cruzar a linha de chegada no Cabanga Iate Clube depois de 21 de janeiro. O percurso terá ao todo 3289 milhas náuticas de distância na subida do Atlântico. A organização projeta uma Vila da Regata na capital pernambucana para visita das embarcações.

A SailBrasil é sobre muito mais do que vela e veleiros; é sobre o estilo de vida da vela e a relação que existe entre os seres humanos e o mar, descrita através de histórias curtas, mas muito bem contadas, informações atualizadas, de um lindo design e de uma fotografia impressionante.

error: Conteúdo protegido! - Content protected!
%d blogueiros gostam disto: