Diário 33 – 18/07/22 – Expedição Rota Polar

Última noite em Tuktoyaktuk.

Muita gente me pergunta se estou ansioso, ou apreensivo. Ah, se sinto um frio na barriga.

Posso ser bem sincero e afirmo que a minha vontade é de ir para o mar pois viemos pra cá para isso.

Para o Igor acontece igual, estamos alinhados.

Hoje dia 19 de julho vamos partir final da tarde, o melhor horário em função da previsão de ventos.

Estou a bordo do Igloo escrevendo, e pela porta do nosso “módulo lunar” vejo uma nuvem de mosquitos como não havia visto antes. Em frente aqui do pier tem uma pequena ilha onde eles limpam as baleias pescadas. Ouço uma música bem alta vinda de lá. Não sei o que estão fazendo, mas Tuktoyaktuk tem mais movimento na parte da noite. Estranho. No período da manhã é sempre meio deserta. Mais estranho ainda.

O ar está parado, faz pouco frio, uns 15 graus, e está muito claro.

Resumindo. Deitado na cabine ouço música country, vejo a mosquitada feliz voando livremente, e eu aqui flutuando no delta do Rio Mackenzie quase em uma prisão.

A vida é mesmo surpreendente, jamais imaginei isso. Mas não estou reclamando, pois escolhi vir para cá e por alguma razão as coisas estão acontecendo assim.

Estou muito feliz, mais uma vez vamos ter o prazer de velejarmos juntos, e esta viagem ficará registrada em nossa vida para sempre.

Então, que seja repleta de alegria e companheirismo.

Não consigo agradecer a todos citando todos os nomes, mas saibam que os tenho aqui em meu coração, e este apoio foi fundamental para chegarmos no dia 19 de julho de 2022.

Muito obrigado. Partimos de Tuk cientes da responsabilidade da nossa empreitada.

O Beto e o Ale vão de avião para Kugluktuk nos esperar, e este encontro pode acontecer em 10 dias mais ou menos. Antes temos uma escala em Paulatuk.

Chegar em Paulatuk será um bom teste, pois ainda tem muito gelo no caminho.

Diariamente vamos publicar foto e os diários a partir do Igloo graças ao apoio da Arycom que nos forneceu uma solução tecnológica de transmissão de dados via satélite. A energia é solar e também produzida por um mini gerador a álcool super econômico e ecológico.

Para quem não sabe, em nosso site tem um mapa com a nossa localização em tempo real (Spot).
Mais uma vez muito obrigado a todos pelo carinho.

Partimos muito motivados e bem preparados.

Abraços

Beto Pandiani

Autor da foto em destaque: Expedição Rota Polar – Beto Pandiani e Igor Bely


Beto Pandiani e Igor Bely embarcam em uma jornada de 100 dias velejando por uma rota marítima lendária: a Passagem do Noroeste.

Localizada no extremo norte das Américas, acima do Círculo Polar, a Passagem é uma área de estreitos que esteve, por séculos, congelada.

Esse cenário, porém, tem mudado nos últimos 25 anos, com o degelo da região e a abertura de caminhos antes intransponíveis.

Partindo do Alasca rumo ao mar da Groenlândia, Beto e Igor querem entender em que medida essa transformação tem sido causada pelo homem e em que medida é ação da natureza.

Filmada pela Tocha Filmes e acompanhada por um time de especialistas da USP, a viagem dará origem a um documentário sobre as mudanças climáticas no Ártico e seu eventual efeito no resto do planeta.

É a expedição Rota Polar

Acompanhe a expedição, participe, contribua ou saiba mais em:

Acompanhe a expedição em tempo real

Visite nossa loja

Torne-se membro do Clube Rota Polar e ganhe recompensas exclusivas

Facebook – Beto Pandiani

Instagram – Beto Pandiani

LinkedIn – Beto Pandiani

Site Rota Polar

Veiculado pela SailBrasil News com autorização dos autores. Copyright © Rota Polar – Beto Pandiani. Todos os direitos reservados.

A SailBrasil é sobre muito mais do que vela e veleiros; é sobre o estilo de vida da vela e a relação que existe entre os seres humanos e o mar, descrita através de histórias curtas, mas muito bem contadas, informações atualizadas, de um lindo design e de uma fotografia impressionante.

error: Conteúdo protegido! - Content protected!
%d blogueiros gostam disto: