Barco de Scheidt retoma a liderança na briga pelo título da 49ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela

Após acidente, equipe Bravo dá volta por cima, desbanca favoritos e vence uma das regatas do dia na classe principal, a ORC. Veleiro de Torben e Marcelo Ferreira emplaca triunfo

Seguem emocionantes as disputas na 49ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela, maior evento de Vela de Oceano com sede no Yacht Club de Ilhabela e que vai até o sábado. O evento tem 115 barcos brasileiros e argentinos e conta com cerca de 1.000 velejadores.

Nesta quinta-feira, com ventos fracos no começo, mas que chegaram na casa dos 10 até 15 nós no meio da tarde, a classe C-30 entrou em destaque com a realização de três regatas. O Caballo Loco, barco de Mauro Dottori com presença do bicampeão olímpico Robert Scheidt, venceu duas das três disputas do dia e ultrapassou o Loyalty 06 somando agora 13 pontos pontos perdidos. O Kaikias está em segundo com 15 e o Loyalty ficando em terceiro com 17. O Caballo Loco e o Loyalty disputam não só o troféu da SIVI bem como o troféu do Brasileiro na temporada.

Foi um dia apertado, a classe C-30 é sempre disputada, vento de Leste, começou por volta de dez nós e foi subindo ao longo do dia. Disputas seguem acirradas, os barcos andam muito parecidos. Nossa estratégia foi sermos um pouco mais agressivos nas largadas, conseguimos executar muito bem isso. Conseguimos executar bem hoje e claro é importante sair bem na regata, principalmente com barcos que andam muito perto. Estamos fazendo um bom trabalho, evoluindo como tripulação, foi muito importante hoje“, disse o velejador da equipe brasileira da SSL Gold Cup. Ele comentou sobre a expectativa para sexta-feira onde uma frente fria com ventos mais fortes são esperados: “Sexta promete ser duro, são quatro pontos separando os três primeiros colocados, não tem nada definido, é seguir trabalhando duro e velejando bem

Na principal classe de Vela de Oceano, a ORC, o Crioula 52 segue na ponta com uma vitória e um segundo lugar no dia. O barco disputa o troféu com o Phoenix, de Eduardo Souza Ramos. O destaque do dia, porém, foi o veleiro do Guarujá (SP), o Bravo, que fez jus ao nome após o acidente com o comandante Jorge Berdasco na quarta-feira. Após um jibe, ele caiu no mar, mas sua equipe estava atenta, o resgatou e teve apenas escoriações em um dos dedos. A equipe voltou forte para surpreender os favoritos e vencer a primeira regata do dia.

Ontem fui tomar um banho gelado no Canal (risos). Fizemos uma manobra de jibe logo após a montagem da bóia em apoiei no cabo do guarda mancebo , ele soltou a prensagem , por debaixo soltou também e caí na água. A tripulação foi safa, conseguiram baixar o balão, me resgataram e conseguimos prosseguir na regata“, detalhou Berdasco: “Hoje foi uma bela velejada, viemos com tudo, largamos muito bem, optamos por ir pelo lado esquerdo da raia, normalmente Ilhabela é melhor pelo direito, mas enxergamos que o esquerdo tinha mais vento e deu tudo certo, manobras todas perfeitas, tripulação toda de parabéns“.

Jorge ficou animado para a sequência do campeonato em seguir incomodando os barcos mais modernos do país: “Vamos lá, nosso barco é vermelho, é nossa Ferrari (risos) . O nível do campeonato é realmente muito alto, todos os barcos muito bons, as tripulações não tem o que falar, mas estamos aí para incomodar. A previsão é de vento forte nesta sexta, não nos favorece, mas no sábado de vento fraco e podemos brigar com os grandões“.

Lady Lou em ação (Crédito: Acervo SIVI / Matias Capizzano)

Torben Grael e Marcelo Ferreira vencem mais uma na BRA-RGS

O Lady Lou de Torben Grael com seu fiel escudeiro do bicampeonato olímpico, Marcelo Ferreira, foi o vencedor da regata do dia na BRA-RGS com 35 barcos e a equipe segue na briga pelo título geral e também entre os 12 barcos Clássicos. O dia teve o Chancegger, barco de bandeira australiana, tripulado por argentinos, como Fita Azul, ou seja, que cruzou a linha de chegada na frente. A equipe porém ficou em quinto lugar no tempo corrigido.

Na HPE-25, o Espetáculo também fez jus ao nome e venceu as duas regatas do dia abrindo boa distância na ponta com quatro pontos perdidos. O Three Musketeers com o pentacampeão mundial Maurício Santa Cruz é o vice-líder com doze pontos perdidos e o Cabron é o terceiro. Nos Multicascos, o Aventureiro, de Pernambuco, segue dominando e soma quatro vitórias, deixando o Guará 3 em segundo e o Maré XX em terceiro. No Bico de Proa, o BL3 Mangalô foi o vitorioso e manteve a liderança no geral.

A sexta-feira tem regatas previstas para esta sexta-feira a partir das 12h no penúltimo dia de competição.

A 49ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela é uma realização do Yacht Club de Ilhabela e da Prefeitura Municipal de Ilhabela com organização da produção da Full Time Eventos e Turismo. A competição tem o patrocínio da Mitsubishi Motors e da Phytoervas e conta com os apoios da Brancante Seguros, Robinson Crusoé, North Sails, RF Yatchs e Cerveja Corona. O evento tem também os apoios institucionais do ICMBio, Federação de Vela do Estado de São Paulo (FEVESP), CBVELA, ABVO e Marinha do Brasil. O evento tem a comissão técnica da E-ventos e Assessoria de Comunicação da Tribu Live Mkt.

Foto em destaque: Caballo Loco em ação e celebrando vitória em regata (Crédito: Acervo SIVI / Matias Capizzano)

Mais detalhes com Fabrizio Gallas – +55 21 99400-4061 e Luiz Carlos Pinto +55 21 99382-9672

De: Gallas Press
Para: Divulgação
28/07/2022

A SailBrasil é sobre muito mais do que vela e veleiros; é sobre o estilo de vida da vela e a relação que existe entre os seres humanos e o mar, descrita através de histórias curtas, mas muito bem contadas, informações atualizadas, de um lindo design e de uma fotografia impressionante.

error: Conteúdo protegido! - Content protected!
%d blogueiros gostam disto: