Martine Grael e Kahena Kunze comemoram primeiro aniversário do bicampeonato olímpico

Há exatamente um ano, estávamos comemorando o ouro da Martine Grael e Kahena Kunze! As atletas se consagraram bicampeãs olímpicas, deixando a Vela brasileira com 19 medalhas na história.

Vamos relembrar: A vitória veio após o terceiro lugar na medal race em Enoshima. A dupla chegou à final em segundo lugar empatadas com as holandesas. Com ventos de 9 nós, as duas adotaram uma estratégia de largar perto da comissão e cambar para a direita da raia, deixando as duplas da Argentina e Noruega mais a frente. A partir daí, as atletas administraram a vantagem até cruzar a linha de chegada em terceiro.

”A decisão do primeiro contravento foi fundamental. Quando a gente deu o primeiro cruze, a gente viu que duas das concorrentes estavam atrás da gente. Pelo menos duas estavam garantidas…As vezes temos regatas mais disputadas, mas hoje foi mais tranquila. Depois de uma semana tão dura, foi difícil de acreditar. A ficha está caindo”, disse Kahena Kunze.

”Tinha uma corrente bem marcada na largada. A gente veleja bem sozinha, não gostamos de regata embolada. A Tine deu uma lida na raia antes e o truque foi manter a calma”.

Para manter a tradição, os velejadores, treinadores e staff da Equipe Brasileira de Vela carregaram o barco das meninas até a terra. Na Rio 2016, a história foi a mesma.

Foi a oitava medalha de ouro da vela brasileira em Olimpíadas, sendo a modalidade com maior número de primeiros lugares nos Jogos. O País soma ainda três pratas e oito bronzes.

Fonte: Assessoria de Imprensa CBVELA

📷 Sailing Energy / World Sailing

A SailBrasil é sobre muito mais do que vela e veleiros; é sobre o estilo de vida da vela e a relação que existe entre os seres humanos e o mar, descrita através de histórias curtas, mas muito bem contadas, informações atualizadas, de um lindo design e de uma fotografia impressionante.

error: Conteúdo protegido! - Content protected!
%d blogueiros gostam disto: