Diário 48 – 02/08/22 – Expedição Rota Polar

Depois de uma noite maravilhosa de sono em uma linda e calma baia nas Ilhas Edinburgh partimos depois do café da manhã que foi tarde.

Uma simpática foca veio nos visitar e ficou se exibindo na popa do Igloo.

Tivemos tempo de filma-la até a hora de partirmos. Logo na saída as rajadas nos animaram e contrariaram a previsão que dizia que não teríamos quase vento.

Dito e feito, uns 10 minutos depois o mar virou um azeite, e passamos a andar a 1 nó as vezes zero, com corrente contra.

Pedalamos, velejamos e no final da tarde havíamos progredido apenas 5 milhas.

A previsão diz que só teremos vento amanhã a tarde. Aiaiai, quantas calmarias na vida No meio do Pacífico algumas vezes, no Atlântico 9 dias seguidos, e é sempre um teste de paciência.

Esperamos chegar em Cambridge Bay na quinta-feira de manhã. Vamos ver.

De lá para frente vem a parte difícil da viagem, com regiões muito congeladas ainda. Vamos mudar o roteiro e passar por uma comunidade Inuit chamada Gjoa Haven. Nosso percurso irá aumentar em 300 milhas, mas parece que tem menos gelo.

Vamos decidir isso lá. De Gjoa Haven para frente vamos ficar isolados por muitos dias até chegarmos no Bellot Straith e depois talvez Artic Bay.

Recomendo dar uma espiada no mapa do rastreador que está no site rotapolar. Fica muito mais interessante entender como é a geografia desta parte do planeta.

Nossa rotina diária envolve velejar, cozinhar, ler, descansar, observar, ficar quieto, e pedalar. Tem horas que conversamos bastante, mas temos nossos períodos de silêncio.

Grande abraço

Beto Pandiani

Autor da foto em destaque: Expedição Rota Polar – Beto Pandiani e Igor Bely


Beto Pandiani e Igor Bely embarcam em uma jornada de 100 dias velejando por uma rota marítima lendária: a Passagem do Noroeste.

Localizada no extremo norte das Américas, acima do Círculo Polar, a Passagem é uma área de estreitos que esteve, por séculos, congelada.

Esse cenário, porém, tem mudado nos últimos 25 anos, com o degelo da região e a abertura de caminhos antes intransponíveis.

Partindo do Alasca rumo ao mar da Groenlândia, Beto e Igor querem entender em que medida essa transformação tem sido causada pelo homem e em que medida é ação da natureza.

Filmada pela Tocha Filmes e acompanhada por um time de especialistas da USP, a viagem dará origem a um documentário sobre as mudanças climáticas no Ártico e seu eventual efeito no resto do planeta.

É a expedição Rota Polar

Acompanhe a expedição, participe, contribua ou saiba mais em:

Acompanhe a expedição em tempo real

Visite nossa loja

Torne-se membro do Clube Rota Polar e ganhe recompensas exclusivas

Facebook – Beto Pandiani

Instagram – Beto Pandiani

LinkedIn – Beto Pandiani

Site Rota Polar

Veiculado pela SailBrasil News com autorização dos autores. Copyright © Rota Polar – Beto Pandiani. Todos os direitos reservados.

A SailBrasil é sobre muito mais do que vela e veleiros; é sobre o estilo de vida da vela e a relação que existe entre os seres humanos e o mar, descrita através de histórias curtas, mas muito bem contadas, informações atualizadas, de um lindo design e de uma fotografia impressionante.

error: Conteúdo protegido! - Content protected!
%d blogueiros gostam disto: