SailBrasil na Preservação do Patrimônio Marítimo Brasileiro

Objetivo:

Restauro, Preservação e Uso Contínuo do Patrimônio Marítimo Brasileiro – Foco exclusivo em veleiros.

 

Principais ações:

  • A salvaguarda de parte do patrimônio marítimo brasileiro ainda existente através da compra ou alienação, restauração, manutenção e posterior uso dos veleiros.
  • A organização de reuniões de análise e descoberta para registrar a história do veleiro e promover sua adequada restauração.
  • A organização de grupos de estudos, palestras e a publicação de material sobre os veleiros restaurados.
  • Treinamento e capacitação de “novos aprendizes” para desenvolver uma mão de obra especializada em Marcenaria Naval (atividade artesanal de construir e/ou reformar embarcações em madeira).
  • A organização de oficinas de vela para jovens e adultos terem a oportunidade e o prazer de entrar em contato e de velejar em um veleiro de época.

 

Como são organizados e realizados os trabalhos:

Através de “Grupos de Estudo” para levantar informações e discutir com profundidade sobre o veleiro e sua situação, montando um relatório técnico e histórico e os passos para sua reforma.

Estes Grupos de Estudo, tem por objetivo identificar:

  • Valor e significado histórico de determinada embarcação, modelo ou classe a vela;
  • Identificar todas as embarcações desse modelo/ classe ainda existentes, sua localização ao longo do tempo, proprietários desde sua concepção (design), estaleiros ou construtores, materiais e estado geral atual;
  • Registrar todas as modificações e reparos ocorridos (quando possível) desde que foi construído incluindo, o registro do que ocorreu com todos os materiais removidos, sua localização atual e, se possível, possibilidade de resgate e incorporação deste novamente na embarcação;
  • Registro fotográfico detalhado das embarcações hoje, localização de projetos/design, artigos escritos, livros escritos, documentos, fotos de época, planilhas de regatas, relatos de pessoas que neles velejaram, filmes e, qualquer outro apontamento que colabore para o completo registro da história da embarcação/modelo/classe;
  • Estudo de viabilidade de aquisição, conservação/ preservação/ restauração e manutenção ou do melhor processo de “desconstrução” para o caso de veleiros sem a mínima condição de restauração/ preservação, com o registro do processo construtivo, dos materiais utilizados e do que pode ser resguardado para mostra em museu;

Para manter um processo organizado e científico, são utilizados para os trabalhos, em parte ou na sua totalidade, dependendo do caso, os livros da série Understanding Historic Vessels, editados pela National Historic Ships da Inglaterra:

  • “Recording Historic Vessels – Volume 1”
  • “Deconstructing Historic Vessels – Volume 2”
  • “Conserving Historic Vessels – Volume 3″

 

Mantendo o Patrimônio Marítimo Brasileiro:

Os veleiros, uma vez restaurados, são administrados como um empreendimento comercial, gerando receita através da realização de passeios, regatas, sessões de fotos/filmagens e charter, atividades promovidas para pessoas ou entidades interessadas em “entender” ou “viver” o que é a navegação tradicional (ou clássica).

A renda gerada, complementada por receita oriunda do patrocínio proveniente da iniciativa privada, é utilizada na manutenção necessária para se manter os veleiros “em condições de uso para esta e para as futuras gerações”, este último, o verdadeiro legado que queremos alcançar com a manutenção do patrimônio marítimo brasileiro.

 

Possui ou sabe de um veleiro que precisa ser preservado ou que deveria fazer parte deste patrimônio?

Caso saiba de algum veleiro que precisa ser preservado ou que deveria fazer parte deste patrimônio, envie um e-mail para gorissen @ sailbrasil.com.br com informações e fotos para que possamos entrar em contato e organizar o resgate dessa embarcação.

 

Quer participar doando ou fornecendo algo?

Sua doação é muito bem vinda e pode ser uma doação do tipo “material”, como peças, livros, fotografias, etc, de “seu tempo”, trabalhando ativamente na reforma ou intelectualmente agregando aos estudos ou financeira através do nosso Apoia.se.

Aceitamos qualquer ajuda que possa contribuir para com a preservação do patrimônio da vela brasileira.

Para qualquer doação material ou de seu tempo acima, entre em contato comigo através do e-mail gorissen @ sailbrasil.com.br.

Caso deseje apoiar esta iniciativa através de uma “doação simbólica mensal em dinheiro”, seu apoio irá ajudar diretamente nos custos da reforma, preservação e resgate do patrimônio da vela brasileira.

Para apoiar, clique no link: https://apoia.se…

Qualquer que seja a doação, desde já, agradeço de coração.

 

Bons ventos!

Max Gorissen

 

OBS: O veleiro Classe Brasil retratado na foto desta página não existe mais… foi ele que serviu de inspiração para desenvolver este esforço de Preservação do Patrimônio Marítimo Brasileiro… perdemos para sempre parte da nossa história… por causa da sua deplorável condição e inviabilidade de recuperação, ele foi totalmente desmontado no ano de 2015, suas madeiras queimadas e suas ferragens e o chumbo da quilha vendidas. O veleiro era baseado no modelo Mackinac da Sparkman & Stephens, adaptado às águas brasileiras, único Classe Brasil construído nas dependências do Iate Clube do Rio de Janeiro (os outros foram construídos no Estaleiro Arataca),  botado no ano de 1948 por seu primeiro proprietário, o Sr. Joaquim Belém, com o numeral BL-13 e, originalmente, chamado de Ondina. Posteriormente, com novos proprietários, foi ainda chamado de Analee, Bermuda e Competithor (este último nos foi informado mas não conseguimos confirmar). Os artigos na foto são a reprodução de parte da matéria de Paulo Muniz na revista Yachting Brasileiro, nº 51, de Janeiro de 1949, páginas 14, 15 e 16 sobre o veleiro.